Receitas rápidas e práticas para um dia-a-dia verdadeiramente saudável

Crepes

Crepes

Para quem acha que um crepe sem glúten, sem lactose e sem açúcar não pode ser bom, esta receita vem comprovar o contrário.
Funciona mesmo bem, seja em modo doce ou salgado!
Fiz para o pequeno-almoço e acabámos por comer com um mix de dos dois.
Eu gosto de misturar com abacate e compota (as minhas preferidas são as da Meridian), o Henrique vai sempre para o “quanto mais doce melhor”.

Mas estes crepes são perfeitos para comer, também, como prato principal!
Costumo rechear com legumes salteados, com húmus (ver receita aqui) ou guacamole e camarão.
Também ficam óptimos com uma mistura de peixe e legumes, um bocadinho de natas de arroz e forno!
Ficam as ideias!

Ponto negativo: Não ficam bom congelados. Partem-se! Coisas que a a falta de glúten faz 🙂

(Do ponto de vista nutricional, a fécula não é interessante. Contém pequenas quantidades de proteínas e sais minerais – grande parte dos nutrientes da batata é perdido durante o processo de trabalho que serve para obter a fécula – mas mas não tem glúten, nem gordura e sinceramente só a uso porque de certa forma substitui um bocadinho o glúten.)

 

INGREDIENTES:
(sempre que possível biológicos)

2 ovos
1 chávena cheia de farinha de arroz integral (cerca de 300g)
1 chávena de bebida vegetal (usei arroz)
3/4 chávena de água gelada
1 colher de sopa de fécula de batata
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
Sal qb.
2 colher de sopa de azeite
1 colher de sobremesa de mel (caso queiram que a base seja mesmo doce)

(Receita para 10 crepes)

 

PREPARAÇÃO:

1. Misturar todos os ingredientes num liquidificador e bater bem até obter uma massa líquida.
2. Caso a frigideira não seja antiaderente, deitar 1/2 colher de café (mal cheia) de óleo de coco e espalhe com um guardanapo/papel de cozinha.
3. Deitar a quantidade de massa suficiente de forma a cobrir a frigideira, sendo que deve ficar uma massa fina.
4. Deixar cerca de 2 minutos e quando as bordas começarem a descolar, virar e deixar mais 1 minuto aproximadamente.
5. Repetir com a restante massa.

Acções dos alimentos:

◊ Farinha de arroz integral – Rica em fibras. Quanto mais fibras tivermos na nossa alimentação, menos fome vamos ver. Outra função importante é que as fibras melhora o trânsito intestinal.
◊ Ovo – Ajudam numa gravidez saudável graças ao poder da Colina (desempenha um papel crítico no desenvolvimento do cérebro do feto e ajuda a evitar defeitos de nascimento).
◊ Bebida vegetal – Alta porcentagem de gorduras mono e poli-insaturadas, benéficas para o coração.
◊ Azeite – Estimula o crescimento do cabelo.


Related Posts

Dicas: Os essenciais cá em casa

Dicas: Os essenciais cá em casa

Uma das coisas mais importantes para uma alimentação realmente saudável é ter uma despensa com alimentos verdadeiros, que trazem o melhor de si ao nosso dia-a-dia e à nossa saúde. Partilho os produtos que não podem faltar na minha cozinha, alguns benefícios, (que mais tarde […]

Dica: Atenção à misturas das frutas

Dica: Atenção à misturas das frutas

Vejo constantemente fotografias maravilhosas de super bowls, sumos e smoothies lindos em que só apetece devorá-los. Mas… Por mais que a maioria das frutas tenham grandes qualidade nutricionais, nem todas combinam entre si. Se a ideia é recebermos energia dos alimentos e usá-la ao longo […]



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *